ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE COBERTURAS VERDES

Rua João da Maia nº 540
4475-643 Maia
(00351) 931 645 040
baseancv@greenroofs.pt

FORMAÇÃO ANCV - Red Argentina de Municipios frente al Cambio Climático

A Associação Nacional de Coberturas Verdes concluiu no final de junho a formação em projeto, construção e manutenção de coberturas verdes.

 

Esta formação transatlântica, organizada pela Associação Nacional de Coberturas Verdes de Portugal e a RAMCC, e financiada pela Fundação Friedrich Ebert, foi dirigida a técnicos municipais.

A formação faz parte do Projeto Edifícios Municipais de Energia Sustentável, financiado pelo Programa Euroclima + (União Europeia), implementado na Argentina pela AFD e executado pela UNLP como gestora do projeto e pela RAMCC e C2E2 como parceiros.

 

A participação dos 74 inscritos, foi ativa em todas as sessões presenciais, demonstrando um interesse importante pela Formação. Isso levou a Secretaria Executiva da RAMCC a projetar uma equipa de trabalho para o planeamento e execução de coberturas verdes para dar continuidade à formação dos técnicos municipais e poder implementar todos os conhecimentos adquiridos em edificações de cada um dos municípios.

As sessões aconteceram nos dias 16, 22 e 29 de junho, de forma síncrona. Os objetivos desta instrução centraram-se no apoio à conceção, execução e manutenção de coberturas verdes em edifícios; distinguir os diferentes tipos de coberturas verdes e avaliar os benefícios e limitações associadas a este tipo de soluções construtivas; descrever as várias camadas dos sistemas de coberturas verdes, distinguir os detalhes básicos de cada um e também diagnosticar os principais erros que ocorrem na gestão de um projeto de coberturas verdes, avaliando os riscos associados a cada um.

A formação teve como formadores Paulo Palha, presidente da ANCV, Cristina Calheiros, vice-presidente da ANCV, Ana Mesquita, membro do board da associação e coordenação de Jéssica Fogeiro, coordenadora executiva da ANCV.

No primeiro encontro, Cristina Calheiros fez uma apresentação da estrutura do curso, onde foram expostos os objetivos e o que se esperaria alcançar com os casos de sucesso e insucesso. Pela sua vez, Paulo Palha, desenvolveu a caracterização das coberturas verdes, com os seus antecedentes históricos e os tipos de coberturas existentes.

No segundo encontro, Ana Mesquita fez uma exposição sobre o desenho, as construções e os tipos de coberturas verdes que podem ser realizadas. Encerrando a formação, no dia 29 de junho, Paulo Palha fez sua apresentação sobre construção e manutenção de coberturas verdes. Apresentou casos de sucesso de coberturas verdes em diferentes edifícios em Portugal.

 

 

A interação das cidades em direção à sustentabilidade é apoiada pela Nova Agenda Urbana e pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030. A Nova Agenda prevê que as cidades e os povoamentos humanos “protejam, conservem, restaurem e promovam os seus ecossistemas, água, habitats naturais e biodiversidade, minimizem o seu impacto ambiental e mudem para padrões de consumo e produção sustentáveis”.

A existência de associações e as atividades por elas realizadas, constituem uma grande importância para a área da construção sustentável e adaptação climática urbana, através da disseminação de métodos construtivos sustentáveis.

 

As três sessões foram cheias de energia 👩‍🏫 Muito obrigada a todos!


 

© 2021 Associação Nacional de Coberturas Verdes | by Thesign